Páginas

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Estegossauro Voador

Estou partido,  por ter partido. Nem faz sentido, veja: destruir o que se ama só por falta de paixão. Né não? E viver sempre à procura. Do que, eu não sei. Talvez de um horizonte. Talvez até encontre,  mas daí eu já não sei. Não sei se quero, se fico,  se me demito. Se fico Nu, ou riko. Sei que te quero,  que te espero,  anseio pelos teus braços e teu cheiro.  Mas me perdoa, ainda que doa. Antes de sermos amantes, nem sequer tínhamos nos visto antes. Porque não, então, sermos amigos? A falta do abraço dói mais que a falta do beijo. A falta de você dói mais que a falta do abraço. Cansaço... é o que me resta por entre esses dias. Estou dividido, duvidado, endividado do seu carinho, do seu amor. Já nem voo tão alto quanto o estegossauro voador.