Páginas

sábado, 2 de abril de 2016

Amar

"Quando se aprende a amar, o mundo passa a ser seu", já dizia Renato Russo em "Se Fiquei Esperando o Meu Amor Passar". Mas afinal, porque tanta gente fala de amor, mas nunca se chega a uma conclusão de quando termina a paixão e começa o amor, ou se as duas coisas não podem simplesmente ocupar o mesmo espaço? Ou de quanto tempo é necessário para ter certeza do que se sente?

A resposta é simples: o amor é múltiplo, manifesta-se de diferentes formas para diferentes pessoas. Não há como definir.

Muitos não sabem amar e vivem se declarando por aí na primeira oportunidade. Outros, só dizem quando têm certeza (eu, por exemplo). E como sei que amo? Porque não importa o que aquela pessoa faça. Eu posso mudar meu comportamento em relação a ela, mas não vou deixá-la de amar. É preciso ter muita sensibilidade e discernimento para saber se alguém te ama e saber se você ama o outro. O caso é que o amor é uma estrada de mão única, você não "ama se" ou "ama, mas", você "ama" e pronto, sem esperar! Alguns demoram anos pra descobrir se amam ou não. Outros, talvez apenas em um dia. Alguns são mais emocionais, outros mais racionais. A única certeza que podemos do amor, em geral, é que amor é conexão, empatia,  doar-se.

"Amor é fogo que arde sem se ver"

sexta-feira, 18 de março de 2016

Lança o barco contra o mar

São 4:15 da manhã. Acabei de dar mais um passo certeiro em direção ao meu sonho. Todos aplaudiram, agradeceram e pediram por mais, mais do que tanto fugi em minha vida e agora está sendo o motivo de minha força e esperança. O instinto manda, mas a sociedade nos convence de que seguir nossos sonhos, aquilo que acreditamos, é errado. E aí mora o perigo. Mas nunca é tarde para tomar as rédeas e mandar em sua própria vida. Sempre em frente!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Castanhas

Comprei castanhas hoje. É uma das tantas coisas que me fazem lembrar você. A maioria das pessoas sente a dor da perda diminuir com o tempo. Eu devo ser um Benjamin Button no amor: o tempo funciona de maneira invertida pra mim quando se trata de dor de amor. Como lidar com os presentes que me deu sem lembrar de ti? Sem meu coração doer? Como ir aos mesmos lugares que íamos (e ainda vamos), arriscando lhe ver por acaso, como já vi algumas vezes e me divertir sem pensar em beijar sua boca quente e me enfiar em seus braços pra poder sentir o cheiro doce que só você tem... sentir a textura da sua pele inconfundível? Sem olhar em seus olhos e me sentir seguro?

Nenhum amor é perfeito e o seu estava longe de ser, claro. Bom, na verdade estava sim, mas é tão difícil.... Não poderíamos ter uma vida, um relacionamento normal. E você estaria na sua zona de conforto, mas eu não. Como eu poderia abrir mão de tanta coisa se você não abriria mão de nada disso por mim? Não há romance unilateral, onde apenas um se doa, um tem que se adaptar e o outro apenas esperar, com seu longo cabelo de Rapunzel, esperando ser salvo. Não é assim que funciona. No amor, os dois precisam estar dispostos a abrir mão de algumas coisas, pois não haverá ninguém no mundo que seja perfeito, que não exija esforço algum. Então eu comprei castanhas sim, pois preciso viver, independente da lembrança que as castanhas ou qualquer outra coisa possa me trazer.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Estegossauro Voador

Estou partido,  por ter partido. Nem faz sentido, veja: destruir o que se ama só por falta de paixão. Né não? E viver sempre à procura. Do que, eu não sei. Talvez de um horizonte. Talvez até encontre,  mas daí eu já não sei. Não sei se quero, se fico,  se me demito. Se fico Nu, ou riko. Sei que te quero,  que te espero,  anseio pelos teus braços e teu cheiro.  Mas me perdoa, ainda que doa. Antes de sermos amantes, nem sequer tínhamos nos visto antes. Porque não, então, sermos amigos? A falta do abraço dói mais que a falta do beijo. A falta de você dói mais que a falta do abraço. Cansaço... é o que me resta por entre esses dias. Estou dividido, duvidado, endividado do seu carinho, do seu amor. Já nem voo tão alto quanto o estegossauro voador.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Coruja

Sempre acreditei em sinais, mas ultimamente tenho recebido diversos sinais do acaso... até que, pela primeira vez, fiquei cara a cara com uma coruja.

O caso é que eu nunca vi uma coruja de perto. Já vi, a alguns anos atras, uma coruja branca enorme sobrevoar a rua dos moteis do meu bairro, mas eu estava no apartamento, vendo de longe. Ultimamente corujas participaram de diversos sinais. Um deles foi num bar que continha vários quadros que eu nem prestei atenção, mas uma das pessoas que estava comigo apontou para um quadro de coruja, que estava na sombra, e fiz algumas associações.

Ai essa semana uma coruja apareceu pra mim! Foi assim:

Na terça feira eu me convidei para caminhar com um amigo e o amigo dele a noite. Passando por uma praça, eu meio que senti que devia olhar pro lado, e quando olhei: PAM! Tinha uma coruja parada olhando pra mim. Uma CORUJA! Na cidade grande!  Tudo bem que Salvador não é taaaao urbana quanto SP, mas, cara... Era uma coruja! E eu nunca tinha visto assim de perto. Foi quase como ver um pokemon hahaha. Nem meu amigo nem o amigo dele viram, que enxergam melhor que eu, mas eu vi! E ela estava a uns 2,5 metros de distância. Eu parei e fiquei olhando. Ela era jovem, pequena, uns 20 cm ou mais de comprimento e parecia com a coruja da foto que postei no início e também estava em cima de uma madeira.

Tentei, obviamente, me aproximar, mas ela voou para outra madeira a uns 5 metros. Tive que tentar tirar uma foto só a nível de registro, do celular mesmo. Bom... da pra ver que tem uma ave hehe olha:

Tive a ideia de filmar pra ver até onde eu conseguia a imagem dela... mas assim q comecei a filmar ela saiu voando:
video
Eu fiquei muuuito feliz e emocionado. Com certeza era uma mensagem!

A questão é descobrir qual é o significado ^^

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Defesa Energética - Como melhorar a energia



O tempo todo estamos sofrendo influências de pessoas e espíritos negativos. Neste exato momento, eu e você podemos estar sofrendo essas influências, ainda que minimamente, e, por maior que seja nosso domínio energético, é quase impossível nos livrarmos totalmente delas. A boa notícia é que há como amenizar ou neutralizar essas influências. 

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Parados


Vivemos a pensar
Em penar e morrer
Não existe fúria em meu pensamento
Somente pó e vertigem
Em cada passo, acrescenta-se uma pequena dor
Em cada sorriso sagrado, acrescenta-se uma mentira
Difícil é entender a verdade
Escolher as pessoas certas
Ver o mundo como quem vê a si mesmo
E seguir a vida de cabeça erguida
E quando tenho que ir andando
Vejo os carros enfileirados
E seus donos enlouquecidos
Parados

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Estegoru


Gostaria de lhe dizer tantas coisas, de lhe dar tantos abraços, de atirar meu corpo nu em cima do seu como se fosse um santuário, onde nada de mal poderia me atingir e minha alma estaria protegida, segura. Gostaria de te envolver em meus braços e te esconder em minha barba, ao lado daquele fio branco, para que, por mais medo que eu tivesse, nunca diria seu paradeiro àqueles que, por ventura, quisessem lhe ferir. Mas a vida é foda, a vida é cruel, e eu estou aqui, digitando esse texto e você, bom, sabe-se lá o que estás a fazer.

Desejo despedaçado


Todo mundo sofre. Fato. Não importa pelo quê. Sofremos. As pessoas traem, o chefe demite, ele deixa de gostar, o carro atropela, a morte chega, os avós e parentes morrem. Não há o que fazer. Às vezes estamos deitados, sob uma jangada rústica, amarrada por cipós, à deriva do rio individual de nossas vidas. Não temos o controle. Bem, nem sempre. Essa metáfora funciona muito bem quando as eventualidades vêm bater na nossa porta. Mas até que ponto elas não dependem da gente?

terça-feira, 23 de junho de 2015

Sobra o Tempo

Aperto no peito, desses de lacrimejar. 
Melancólica face e um calor emocional que me afaga as entranhas.

domingo, 17 de maio de 2015

"Afaste-se de pessoas que lhe fazem sentir mal"

Todos nós já tivemos contato com pessoas que nos prejudicaram, que nos levaram por um mau caminho, mas nem sempre temos a atitude de nos afastar dessas pessoas. Talvez o instinto nos faça manter essas pessoas por perto.

Pois bem, acabei de ler um texto interessante sobre isso e gostaria de compartilhar parte dele aqui:

"Pessoas que são egocêntricas, manipuladoras, interesseiras, arrogantes, rancorosas, amarguradas, mal amadas, invejosas ou fracassadas, que não conseguem ver o sucesso ou a felicidade alheia. Enfim, pessoas sombrias que minam os relacionamentos e amizades com intrigas, críticas excessivas, falta de consideração e respeito pelo outro e abusos verbais ou físicos. Pessoas muito perigosas de se conviver.
Essas pessoas tóxicas acabam, de alguma forma, nos envenenando. Direta ou indiretamente, acabamos agindo por influência delas, seja com atitudes ou omissões. Muitas vezes acabamos agindo por impulso para evitar essas pessoas, ou, na pior das hipóteses, acabamos agindo da mesma forma. São pessoas nocivas, intoxicando nosso comportamento e nos levando a agir e a tomar decisões que, em outras circunstâncias poderiam ser completamente diferentes.
São tóxicas, porque conseguem despertar o que há de pior dentro de nós, não apenas no sentido de maldade ou crueldade, mas no sentido de perdermos a identidade, a autonomia, a energia, a iniciativa e o poder de decisão. Ficamos estagnados, hipnotizados, paralisados. São verdadeiros vampiros, sem Luz própria, que consomem nossa energia vital, que exploram e manipulam pessoas de acordo com os seus interesses e vivem às custas da energia dos outros para se sustentarem."
(...)
"A toxicidade reside exatamente no fato de não nos darmos conta de que estamos sendo manipulados ou influenciados. Ficamos hipnotizados, fascinados, imersos numa imensa ilusão, até o dia em que despertamos e tomamos consciência de que estamos muito mal, morrendo por dentro, e que algo urgente necessita ser feito. Um corte para a nossa libertação, para resgatar a nossa sanidade, saúde, alegria de viver."

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Suspiros

Se suspirasses mais um pouco, eu sentiria o seu rosto, como um vento a tocar o meu peito e meu corpo. Tomaria um susto, eu diria, se ao olhar pra baixo, o teu rosto não veria. Desejar-te-ia, então, bem em cima do meu peito, sem delongas ou sermão, acariciando o meu pelo. E se fosse verdade, a bem da verdade, mentira tudo seria. O teu rosto, o teu corpo, mais abaixo estaria.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Esse aperto no peito

As vezes tenho esse aperto no peito
Que me diz pra pegar o carro
E dirigir pra um lugar bem longe
Tão longe que nem sei onde é
É como se alguém me chamasse
E esse alguém tivesse todas as respostas que eu procuro.
Preciso sair dessa casa, desse bairro, dessa cidade
Já estou criando raízes!
Mudar é necessário
Não só viajar
Conhecer outras culturas, outros povos
Outras formas de viver a vida.
Deixa eu juntar dinheiro
Ou vai sem dinheiro mesmo
E largo a cidade, o trabalho, os amigos, a família
E começo tudo de novo, do zero
Não terei nada a perder
É isso, ou terei que morrer

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Nada mudará o meu mundo



"Nada mudará o meu mundo", é o que diz a música Across The Universe, escrita por John Lennon e Paul McCartney, dos Beatles. Esse é também um pensamento budista, o pensamento de que não importa o que aconteça ao nosso redor, precisamos ter calma e sabedoria. Só assim você estará no controle.

domingo, 27 de abril de 2014

Transformation!

Cena que resume a série "Breaking Bad"

Toda reação química implica transformação e perda. Assim é a vida. Aquele que nunca sofreu nenhum tipo de perda, seja financeira, emocional, mental, nunca irá mudar. 

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Ser Ou Não Ser


Eu parei de viver. Evitei qualquer sentimento, qualquer emoção que pudesse me prender. Paixão, raiva, rancor, deixei tudo pra lá, tudo parado. Nem lágrima, nem riso, nem amor sentido. Um mero observador de minha própria vida, devorado por outros e pelas feridas. Via o filme passar. Não ri, não chorei, nem medo senti. Apenas vivi, evitando a dor que me fez existir. Cansei, não quero ficar assim. O maior medo não é de sentir. É de não querer cantar, de perder a vontade de ser, de ser só mais um. Nascer e morrer sem amar. Doa o que doer, sofra o que tiver que sofrer. Se eu puder respirar e sentir vida em mim, eu sei, não será em vão. Antes ser e viver, a não ser e ir em vão.

sábado, 11 de janeiro de 2014

Humanos realmente são inteligentes?

Doce arrogância do ser humano! Sempre achando ser o melhor, o mais inteligente, o mais esperto... e incrivelmente consegue ser o mais sozinho, o mais triste, o que mais destrói o seu próprio habitat.

É, talvez o ser humano não seja tão inteligente assim.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Crianças sofrem AVC?

Pessoal, preciso de 5 minutinhos da atenção de vocês nesse momento. Este é um projeto que estou realizando para ajudar no tratamento de crianças que sofreram AVC (o chamado "derrame"). Prometo ser breve!


A resposta para o título dessa postagem é: sim, infelizmente sofrem. Algumas crianças possuem má formações que aumentam as chances de uma criança sofrer o AVC.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Nunca desistir!

Ian Curtis

O negócio é nunca desistir. Não falo de um objetivo em específico, falo de não desistir de si mesmo, de fazer algo acontecer. Às vezes em acontecimentos que nós acreditamos que foram péssimos, que fomos muito mal, que nos comportamos de forma grosseira ou egoísta... outras pessoas podem e provavelmente se sentiram da mesma forma ou até pior. Não estamos sozinhos nunca. Não importa o que você tenha sentido, sempre existirá alguém, talvez até todo mundo, que se sente ou já se sentiu assim.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Em Busca de Mim Mesmo 2 (desabafo)

John Lydon (ex Sex Pistols)


Estou completando 25 anos desde que meu corpo nasceu nessa vida. Boa parte desse tempo fiquei tentando engolir meus sentimentos e emoções, pois sempre fui muito intenso em tudo que eu fazia, então procurei buscar a calma, o não sentir, o não gostar, o não gritar, ou pelo menos controlar cada sentimento, para que eu não parecesse apenas um tonto.

Por um lado isso foi bom, pois hoje estou mais controlado, menos impulsivo, mas por outro lado...